Busca:
Coração de Jesus

Santificar o domingo

Data: 02/07/2010 270 visualizações
http://www.paroquiascj.com/uploads/artigos/thumbs/mini_m_o-dia-do-senhor1.jpg

Nos dois primeiros séculos do Cristianismo, não havia feriado de Domingo, mas, para os cristãos, era um dia santificado. Era o Dia do Senhor ressuscitado.

A comunidade se reunia ou no sábado à noite ou no domingo bem cedo, antes do trabalho, para escutar a Palavra de Deus e celebrar a Eucaristia.

Por que o Domingo é o nosso Dia do Senhor?

Para os judeus, continua valendo o mandamento de guardar o sétimo dia da Criação, o Sábado: neste dia nada fazem, pois repousam como o Criador repousou após terminar sua obra. Guardar o Sábado é o mandamento da primeira Criação, do Antigo Testamento.

Acontece que o pecado rompeu a amizade com Deus e a criação passou a ser vítima da morte, da destruição, do ódio. Deus não abandonou sua obra: desde toda a eternidade decidira mandar-lhe um Salvador, que veio na pessoa de seu Filho Jesus.

Morrendo na cruz, sendo sepultado e ressuscitando, Jesus iniciou uma nova Criação, redimida pelo seu sangue, e constituiu um novo Povo. Com sua morte, Jesus matou a morte e oferece a Vida plena a quem o aceitar em sua vida como Caminho, Verdade e Vida.

A ressurreição aconteceu no primeiro dia da semana, a primeira-feira. Isso foi para as comunidades cristãs o sinal de que na Nova Criação se santifica e guarda o Primeiro Dia, o Domingo. A comunidade reunida ouve a Palavra de Deus e celebra a presença, em seu meio, do Senhor ressuscitado.

Continua o preceito do repouso: o homem, a mulher, os animais, a terra, necessitam de descanso. O ócio, o lazer, são ocasião também para revisão de vida, de relacionamentos, de silêncio interior, de conversão.

Santificar o Domingo

Sempre mais se vai percebendo que o Domingo deixa de ser o dia do Povo de Deus e se transforma no dia da festa, da farra, do jogo, da alegria inconseqüente. Por uma dessas tristes coincidências, é na noite de sábado para domingo que mais acontecem brigas, acidentes, mortes, desrespeito à família e à pessoa humana.

Para muitos cristãos, o domingo nem existe mais: vive-se "a noite" e se dorme o dia inteiro. Perde-se a grande graça do encontro com a família, com os amigos, com a comunidade de fé. Aquilo que se refere ao Dia do Senhor parece ser motivo de cansaço, perda de tempo. Estamos traindo os primeiros cristãos, que fizeram do Domingo o seu dia de ação de graças, de encontro eclesial.

É Cristo que santifica o Domingo: por isso nos reunimos em seu nome para sermos santificados pela graça e iniciar uma nova semana abastecidos de santidade, de reconciliação, de espírito familiar, de amor fraterno.

Os grupos e movimentos cristãos carregam uma grande responsabilidade: santificar o Domingo, para que o mundo possa sentir a existência de comunidades cristãs verdadeiras e perceber o amor que une os que vivem a fé no Senhor.

Se em todo momento podemos afirmar que "Ele está no meio de nós", no domingo podemos dizer à comunidade: "Vinde e vede, o Senhor está no meio de nós!". Por isso somos mais felizes.

Fonte: Pe. José A. Besen

Publicidade

Copyright - Paróquia Sagrado Coração de Jesus

Paróquia Sagrado Coração de Jesus, Pça Sagrado Coração de Jesus

CEP 88490-000, Centro, Paulo Lopes/SC, Fone: (48) 3253-0109

MercyNet - Hosting & WEB Dominus Comunicação